quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Atta Dipa

ATTA DIPA
VIHARATHA
ATTA SARANA
ANANNA SARANA
DHAMMA DIPA
DHAMMA SARANA
ANANNA SARANA

és a Luz

confia em ti

em nada mais

o Dharma é a Luz

confia no Dharma

em nada mais



"Atta Dipa" é a transcrição das palavras do Buda, na sua língua, o Pali, tais como as disse aos seus discípulos há 2500 anos atrás. "Atta" é "eu;" "Dipa" luz, e a palavra seguinte "viharatha" exprime a sua identidade. Na tradução "Tu és a própria luz." O que significa a identidade do eu e da luz? Por vezes ouvimos pessoas falar de luz interior, como se fosse uma centelha do divino dentro de nós, ou como se a luz fosse a nossa verdadeira natureza, de uma certa forma “enterrada” dentro do nosso eu de todos os dias, ou falso eu. Mas penso que não é isso o que o Buda quis dizer. Não quis dizer que temos uma luz dentro de nós, diz que SOMOS luz.

Que significa esta luz? A luz é literalmente algo que não podemos agarrar, é insubstancial, sem limites. Geralmente não vemos a luz em si, vemos os objectos quando são iluminados pela luz; é só pela interacção com as coisas, pelo seu reflexo, que damos conta da sua presença. A luz não tem forma, não tem fronteiras, e em si está vazia de qualquer particularidade. O eu em que pensamos é exactamente o contrário: circundado pela pele e formado pela nossa própria identidade particular. Afirmar a identidade do eu e da luz é afirmar algo que desafia profundamente a imagem de quem somos. Nas linhas seguintes, "Atta sarana anana sarana", "Sarana" é traduzido como “confia”, “confia em ti”; noutros cânticos encontramos a tradução “toma refúgio”. "Anana": "nada mais." Confia, toma refúgio nesta realização do eu enquanto luz. Tradicionalmente pensamos no Budismo como fundamentalmente preocupado com a questão do sofrimento e como cessar o sofrimento. Todos começamos a praticar à procura de algum refúgio para o sofrimento. O Buda diz que ver o eu como luz é esse refúgio; nada mais pode dar um verdadeiro refúgio para o nosso sofrimento. "Damma dipa." O dharma é luz. O dharma é tanto a palavra que usamos para o ensinamento do Buda, como a própria realidade – cada momento transitório é dharma. A realidade é luz - insubstancial, sem limites. O ensinamento não é um conjunto fixo de crenças ou doutrinas, apenas a realização da impermanência a cada momento. "Damma saranasarana." Confia nesta realidade, não confies em nada mais. Não procures nada permanente ou separado para te defender do sofrimento da vida. Cada momento, impermanente, vazio, a vida tal como ela é, é de facto o único professor.

Barry Magid

6 comentários:

OsmaNetworkS disse...

türk pornosu içintürk pornosu sitesine bakabilirsiniz
acil sikişmek istiyorsanızacil sikiş sitesi size fazlasıyla yardımcı olacaktır
sex ve sikiş izlemek içinde Sex izle sitesini ziyaret etmenizi önerebiliriz
18lik sikiş içinsikiş 18 sitesinde bolca içerik vardır
amcık için kesinlikle Amcık Sikiş sitesini ziyaret edin
asyalı sikiş ve asyalı pornosu izlemek istiyorsanız asyalı sikiş tıklayın
film izlemek isteyenler içinde film izle sitesini ziyaret edin
porno için kesinlikle Porno izle sitesi ve
en güzel porno videolar için Porno izle kesinlikle ziyaret edin
erotik video ve sıcak videolar için türk pornosu sitesi
sikiş için sikiş sitesi
jigolo arayan bayanlar ve gayler için jigolo sitesi isteklerinize cevap verecektir
jigolo arayan bayanlar ve gayler için jigolo hizmeti vermektedir
jigolo arayan bayanlar ve gayler için jigolo uzman jigolodur

emre disse...

Karacabey
Karacabey
Tuğba Akbaba
Karacabey blog

joven disse...

hi, you have nice blog.. u can view also mine..http://akoniwares.blogspot.com

joven disse...

beautiful blog..pls visit mine and be a follower.. thanks and God bless..

http://forlots.blogspot.com/

Flor Baez disse...

Lindo blog!

Amanda Menezes disse...

Gostei muito do seu blog!!!